O papel do psicólogo nas organizações de trabalho: contribuições da gestalt-terapia<br>The role of psychologists in work organizations: contributions of gestalt therapy

Autores

  • Fabrícia Barros de Souza DIALÓGICO NÚCLEO DE GESTALT-TERAPIA

Palavras-chave:

Psicologia Organizacional e do Trabalho

Resumo

As contribuições da Gestalt-terapia tem permitido a resignificação da atuação do psicólogo em diversos âmbitos, incluindo o da Psicologia Organizacional & do Trabalho, uma vez que nos permite moderar o foco no desempenho e saúde individuais do trabalhador, convocando os processos sociais, organizacionais e interpessoais a assumirem uma posição igualmente importante no processo de compreensão-intervenção. O presente artigo objetiva, num primeiro momento, promover uma discussão/reflexão em torno da teoria e prática da Gestalt-terapia nas organizações de trabalho. Em seguida, será proposta uma metodologia de atuação diante da demanda de diagnóstico/intervenção organizacional para promoção da saúde dos trabalhadores. Por fim, conclui-se que o desafio que se apresenta ao psicólogo nas organizações é o de fugir de interpretações sobre o desempenho e saúde das pessoas e o funcionamento da organização, para construir sentidos compartilhados que viabilizem a mudança nas relações entre as forças que atuam neste campo.

Biografia do Autor

Fabrícia Barros de Souza, DIALÓGICO NÚCLEO DE GESTALT-TERAPIA

Graduada em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas pela Universidade Gama Filho, Gestalt-teraeuta formada pelo Dialógico – Núcleo de Gestalt-Terapia. Atua como consultora na área de Segurança e Saúde do Trabalhador.

Downloads

Publicado

2013-12-31